Embarque com Sônia

Viagem de navio: Viagem dos Sonhos

Sônia Charlotte Heeren

29set2011-170

Quando se fala em viagens para o exterior logo pensamos em translados, hotéis, trens, aluguel de carro.
No entanto, existe uma forma de viajar,que nos apresenta beleza, shows, excelente cardápio e local para pernoitar durante nossos passeios em terra firme, que é viajar de navio e, o melhor de tudo…é acessível ao nosso bolso!! Saindo de navio, de Veneza, a caminho da Croácia e Ilhas Gregas pode-se afirmar, é algo inusitado, tanto pela paisagem como pelo lado histórico, em que contempla-se Veneza do navio dando-nos a impressão de que estamos vivendo há muitos séculos atrás e que a história e o romantismo de Veneza permanecem intactos!

29set2011-079

29set2011-181

29set2011-149

29set2011-068
Os navios, geralmente, partem de Veneza à tarde ao som de músicas o que deixa os passageiros maravilhados e com a impressão de que estão vivenciando um sonho.
Realmente, um sonho de viagem! E a viagem continua por onze dias, sem preocupar-se onde tomar o café da manhã, onde almoçar, onde lanchar e onde jantar. Jantares saborosos e cardápio variado é o que curtimos nesse tipo de viagem.
Ainda em Veneza, avista-se os canais cortados por pontes em arco, gôndolas deslizando em silêncio pelas águas e palácios medievais formando um conjunto sem igual. A Piazza de San Marco, coração e alma de Veneza admiradas do navio é um momento tão emocionante que chega a arrepiar. Percebe-se do navio quão maravilhosa é a Campanile de San Marco,que aparece em destaque por ser a torre mais alta de Veneza e que foi construída para servir de orientação às embarcações que se aproximavam da cidade e é nesse momento, em particular, que parecemos vivenciar a Idade Média!!
Num determinado momento aprecia-se o Grande Canal que corresponde a uma avenida cheia de água,em que três pontes cruzam o canal: a Ponte Degli Scalzi, a Ponte di Rialto e a Ponte de l’Accademia. Às margens do Grande Canal avista-se uma infinidade de palacetes dos séculos 17 e 18, que contam com seus detalhes toda sua história de luxos e extravagância. Interessante também são as hastes que contornam Veneza, como que emoldurando o local. Hastes verticais que servem com atracadouros das gôndolas e outras embarcações, como o “Vaporetto” (ônibus de Veneza), únicos meios de transporte na cidade.

29set2011-088
Outro ponto turístico visto do navio é o Palácio dos Doges e a Ponte dos Suspiros, embora seu nome tenha conotação adocicada e romântica,não há nada de romântico, mas sim de tristeza, pois os prisioneiros que eram levados do Palácio a prisão passavam pela ponte, olhavam com tristeza dando o último suspiro.
Do navio vê-se Murano, onde existem muitas fábricas de cristais com artesãos na entrada das fabriquetas e a praia dos ricos,de Veneza,a praia de Lido! Portanto, Veneza é inesquecível e uma visita não é suficiente. Garanto, uma delas deveria ser de navio!

29set2011-134
Na próxima darei continuidade a essa esplêndida viagem de navio, tendo o Mar Adriático, que é uma parte do Mar Mediterrâneo, como pano de fundo!

Categorias:Embarque com Sônia