Empreendedores

Venda e locação de imóveis com ética, especialização e responsabilidade

Seja para vender, locar ou financiar, imóvel é coisa séria e requer dos serviços de quem melhor entende do assunto: a imobiliária. No município de Itapoá-SC, o Escritório Imobiliário Rodrigo Lopes é referência no mercado, principalmente, por sua especialização no segmento de locação de imóveis. Para Rodrigo Lopes, proprietário do escritório e corretor de imóveis, não existe uma receita pronta para fazer o negócio dar certo. “É um conjunto de valores, técnicas, anos de experiência e, é claro, muito estudo”, fala.

Ana Beatriz Machado

rodrigolopes

O Escritório Imobiliário Rodrigo Lopes é referência no mercado de Itapoá-SC.

De Curitiba-PR, Rodrigo chegou a Itapoá no ano de 2003 para construir uma casa de veraneio. “A fim de acompanhar a construção passei a vir para o município com frequência. Todos os finais de semana, me hospedava de pousada em pousada, pois tive dificuldade em encontrar imóveis para alugar por mês”, recorda. Corretor de seguros, Rodrigo trabalhava na empresa da família e, em Curitiba, atendia algumas imobiliárias no segmento de garantia para locação mensal. Entre 2004 e 2005, passou a pesquisar a respeito do mercado imobiliário no município. “Envolvi-me com a comunidade, conheci as imobiliárias, soube da vinda do porto para Itapoá e acreditei na expansão da cidade”, diz.
Após constatar que as imobiliárias de Itapoá não focavam em locação mensal, ele se sentiu ainda mais motivado. “Faltava oferta porque faltavam profissionais dedicados neste segmento”, fala Rodrigo, que tirou o CRECI em 2008 para adentrar o mercado imobiliário de Itapoá, focando na locação mensal. Para estudar especificamente esta área, ele deixou de trabalhar com venda de imóveis durante anos e fortaleceu parcerias com outras imobiliárias, que tornaram a indicar o seu trabalho, devido à especialização em locação mensal. “Esse tempo de especialização fez com que a locação mensal se tornasse a nossa marca”, fala Rodrigo.
Logo ao final de 2008, ele foi convidado a assumir a secretaria da Associação dos Corretores de Imóveis de Itapoá (ACITA), posteriormente foi presidente durante quatro anos, vice-presidente durante um ano e, hoje, é diretor de eventos.
Desde o início, Rodrigo Lopes busca trabalhar com um padrão técnico e jurídico mais específico. O reconhecimento dentro do mercado imobiliário do município é notório através dos dados no sistema da empresa. Até hoje, a imobiliária fechou mais de 750 contratos de locação – cada um deles com muitas páginas, atendeu mais de 1.500 clientes no segmento de locação mensal, possui mais de 8 páginas com listas de proprietários cadastrados e mais de 20 páginas de inquilinos cadastrados (o que comprova a fidelização dos clientes proprietários de imóveis), fornece um documento de orientações aos locatários (um resumo do contrato com ênfase em alguns pontos) de 5 páginas, além de 17 modelos de contratos de locação residencial e 17 modelos de contratos de locação não-residencial. Rodrigo ainda ressalta que estes números são apenas os registrados no sistema, pois, antes o controle era feito manualmente.
Para o proprietário do escritório, não há receita pronta para ganhar reconhecimento e criar uma boa cartela de clientes, mas ele destaca que fatores como ética, responsabilidade, dedicação e discernimento são essenciais. “Prezo também pela especialização, não somente minha, mas de meus funcionários”, fala. Para isso, faz-se o uso de livros voltados à locação mensal e ao gerenciamento de projeto, participação em eventos do segmento, notícias, testes e treinamentos com os funcionários, entre outras ferramentas que auxiliam para o diferencial da empresa.
De acordo com Rodrigo, nos últimos anos o perfil da cidade vem mudando, uma vez que, graças às grandes empresas, muitas pessoas passaram a procurar o município de Itapoá para morar. São clientes de perfil misto: idosos, jovens, funcionários públicos, casais, etc. “É comum recebermos clientes que vêm até nós para especular a cidade. Neste momento, é imprescindível que façamos uma boa análise do cliente e tenhamos cautela e discernimento sobre qual a melhor opção para ele”, fala. Para quem deseja morar no município litorâneo, Rodrigo recomenda que alugue um imóvel durante o ano todo, para conhecer a cidade em todas as suas épocas para, depois, investir na casa própria.
Muitas vezes, proprietários de imóveis para locação se veem diante de um impasse: é melhor procurar uma imobiliária de confiança para fazer a intermediação ou procurar um locatário por conta própria? Segundo Rodrigo, quem opta pela segunda opção precisa estar ciente do trabalho e dos riscos que irá correr. “Já quem contrata uma imobiliária está disposto a investir mais para ter comodidade e segurança. Muitos proprietários procuram as imobiliárias principalmente depois de terem tido aborrecimentos na locação direta, como atrasos no recebimento do aluguel, problemas na conservação do imóvel, entre outros”, conta.
Enquanto na locação particular os contratos são feitos, em sua maioria, sem nenhum cuidado com as garantias necessárias, o Escritório Imobiliário Rodrigo Lopes possui procedimentos internos, como verificar se o cadastro do cliente é compatível com a locação, se a capacidade de endividamento do cliente que irá residir no imóvel é condizente com o valor do aluguel, perspectiva de continuidade de ganho financeiro, etc. Rodrigo também lembra que sua imobiliária, além de ter a garantia de um contrato sem falhas, possui um profissional especializado para vistoriar os imóveis, oferecendo uma assessoria ainda mais completa.
Atualmente, os serviços oferecidos pelo Rodrigo Lopes são vendas, financiamentos e locações de imóveis, além de lotes disponíveis para publicidade, um mercado que também vem crescendo no município de Itapoá. Os planos futuros para a imobiliária incluem seguir com cursos e treinamentos para dar mais qualificação à equipe. Ademais, Rodrigo revela que possui projetos de expansão de filias nas cidades vizinhas de Guaratuba-PR e Garuva-SC. Para aqueles que desejam investir em imóveis para locação, ele recomenda que, primeiramente, façam uma visita à imobiliária para conversar com quem melhor entende do assunto. Afinal de contas, imóvel é coisa séria e deve ser encarado como a equipe de Rodrigo Lopes faz: com ética, discernimento, especialização e responsabilidade.

 

Categorias:Empreendedores

Marcado como: