Garuva-SC

Que tal conhecer Garuva Acima?

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para chegar à zona rural, é possível entrar em uma estrada de terra que fica cerca de 100 metros antes do pedágio ou virar à direita no semáforo (o único de Garuva), que chega à estrada rural de Cubatão.

No primeiro caso, em um quilômetro, chega-se à comunidade de Pedra Branca do Araraquara, passando ao lado da Ponte Submersa, em Guaratuba-PR que já é motivo de grande emoção, principalmente para as crianças.

18062017-DSC_0839

Ponte Submersa

O trajeto pode parecer complicado, mas o caminho é cheio de bananais e leva a vários riachos e lagoas, no caminho você pode parar e curtir a ponte pênsil no Rio São João. 

18062017-DSC_0907

Ponte pênsil no Rio São João

Inclua no roteiro uma parada no Pesque Pague e Lanchonete do Alemão, aberto de quinta à segunda é uma ótima opção para o seu programa em família, servem porções variadas e a la carte, destaque para o sushimi de tilápia.

18062017-DSC_0874

Pesque Pague e Lanchonete do Alemão

E na volta para casa ainda tem a famosa pedra da Judite, outro ótimo lugar para se refrescar e curtir a natureza.

18062017-DSC_0931

Pedra da Judite

Garuva Acima: Possui esse nome devido ao Rio Garuva que corta a localidade. Contam is antigos que há muitos anos, caiu uma árvore de Garuva (origem do nome da cidade), sobre uma parte estreita do rio que servia de ponto de referência para caçadores e pescadores, passando a chamar-se “Garuva Acima”. Até 1963 era conhecida como São João Acima. O bairro fica às margens da BR-101, interligada pela BR-376, entre Garuva e Curitiba, contempla as estradas coloniais “Otto Roder” e “Alfredo Elmer” que margeiam o Rio São João e também a plantação e produção de pupunha reflorestada, renomada na região. Fonte Garuvanet