Adote um Atleta

Ondas, conquistas e sonhos do atleta itapoaense de surfe Ryan Cordeiro

Ele se apaixonou pelo esporte no extinto Projeto Ampliação de Jornada Escolar, superou grandes nomes da nova geração do surfe catarinense e paranaense, liderou rankings e conquistou diversos títulos. Hoje, quando o assunto é surfe itapoaense, Ryan Cordeiro é destaque e serve de inspiração, especialmente para a nova geração de surfistas.

Ana Beatriz Machado Pereira da Costa

21072017-22 RYAN

Ryan Cordeiro começou a surfar no Projeto Ampliação de Jornada Escolar e, hoje, lidera rankings de campeonatos da região.

Sua história com o surfe começou em 2011, aos 10 anos de idade, no extinto Projeto Ampliação de Jornada Escolar (AJE), provando a importância de uma política pública municipal comprometida com o esporte. Desde suas primeiras aulas, Ryan chamou atenção dos professores e se destacou nas ondas. “Os professores do Projeto AJE foram essenciais para que eu criasse gosto pelo esporte. Eles me levaram para competir fora de Itapoá pela primeira vez, me incentivaram para que eu comprasse minha primeira prancha de surfe e me motivaram a evoluir cada vez mais no esporte”, diz.

21072017-23 RYAN

O atleta na fábrica da Pró-Ilha Surfboards, um dos seus patrocinadores.

Depois de obter o 3º lugar em uma edição da Copa Catarinense de Surfe Infantojuvenil (Copinha), realizada em Itapoá, Ryan criou gosto por competições e passou a ter o objetivo de participar de todos os campeonatos da região e conhecer diferentes picos e ondas – e, assim, aconteceu. Por ser menor de idade, o atleta recebeu apoio de muitos amigos que o levaram e ainda o levam para competir Itapoá afora: “sou eternamente grato aos meus amigos Ricardo Brauer e Ronaldo Camarão, que já me ofereceram muitas caronas e, especialmente, a Elaine Nemoto (mãe da atleta Julie Arissa Nemoto Tamura) e ao atleta Gabriel Castigliola, meu treinador, empresário e grande amigo, a quem devo muito por minha evolução”, ressalta Ryan.

21072017-24 RYAN

Em Itapoá, seu município, Ryan costuma surfar as ondas da Terceira Pedra e em frente à tradicional Barra do Açaí. Entre os sonhos do surfista, está representar o Brasil no WCT.

Para os atletas da nova geração do surfe itapoaense, Gabriel Castigliola é tido como um “pai”, uma vez que treina, gerencia e torce pela carreira de muitos deles. Sobre Ryan, Gabriel afirma: “Gosto muito de poder passar o melhor daquilo que aprendi nestes longos anos dentro do mundo do surfe aos mais novos e, com o Ryan, não é diferente. Ele é um garoto educado, talentoso e com um futuro muito promissor no esporte. Eu o tenho como ‘filho’, ‘irmão’ e melhor amigo, ao mesmo tempo”.
Entre os melhores títulos já conquistados pelo surfista Ryan Cordeiro estão: Campeão Catarinense de Surf da categoria Iniciantes, em 2015; Vice-campeão da categoria Iniciantes do Circuito Surfuturo, em 2015; Campeão da categoria Sub-16 do Circuito Storm Kids, em 2016, entre outros pódios colecionados pelo atleta nas disputas dos circuitos Catarinense de Surf Amador, Paranaense de Surf Amador e da Associação Itapoaense de Surf.

21072017-25 RYAN

Ao final de 2016, Ryan teve sua primeira surftrip para o exterior. Na foto, ele em Lobitos, no Peru.

Para manter o bom desempenho nas ondas, a rotina do atleta é intensa: além dos treinos de surfe, que acontecem de acordo com as condições do mar, Ryan estuda, faz Pilates, treinamento funcional e, durante as temporadas, costuma trabalhar com a venda de pranchas de surfe na loja Tribo do Sol. “Quando as condições do mar não estão muito boas, costumo ficar um pouco depressivo”, brinca Ryan, “mas, em casa, gosto de assistir gravações onde eu estou surfando para corrigir e melhorar meus movimentos, além de assistir ao surfe de outros atletas que me inspiram”, conclui o surfista, que tem como inspiração os atletas profissionais Mick Fanning, Gabriel Medina e o “pai” Gabriel Castigliola.
Para o atleta Ryan, especializado em manobras de linha, o surfe representa mais que um esporte: “É todo um estilo de vida, de contato e respeito à natureza, que permite aos seus praticantes conhecimentos sobre ventos, ondulações, marés, luas, entre outros. Por isso, as pessoas costumam brincar ao dizer que todo surfista é um pouco meteorologista. O surfe também representa um eterno desafio, pois existem dias de mar bom e dias de mar ruim, e você tem que saber lidar com todas essas adversidades do tempo”.
Em meio a tantos nomes que contribuem com sua carreira no esporte, o surfista destaca os amigos Ronaldo Camarão, Gabriel Castigliola e sua mãe, Maria Helena Cordeiro, além de seus patrocinadores e apoiadores Pró-Ilha Surfboards, Prefeitura Municipal de Itapoá, New Arts Comunicação Visual, Tribo do Sol, Excusa Mama Tatuaria, Krovel City Beach, Inspira Estúdio de Pilates, Barra do Açaí e Soul Fins. Ainda assim, para cobrir os inúmeros gastos exigidos pelo esporte, como inscrições, viagens, hospedagem, alimentação e equipamentos, o atleta está em busca de um patrocínio master, que proporcione ainda mais evolução em sua performance.
Hoje, aos 16 anos de idade, Ryan Cordeiro está se fortalecendo para competir o circuito paranaense e, em 2018, planeja participar do circuito de acesso à elite do surfe (WQS), na Argentina. Através do surfe, ele pôde realizar alguns de seus sonhos, como, por exemplo, conhecer o surfista profissional Gabriel Medina, se tornar campeão catarinense de surfe e surfar as ondas de Lobitos, no Peru – sua primeira surftrip para o exterior. Mas, para o jovem, o oceano é o limite: “ainda sonho em competir em alto nível, representar o meu país no WCT e viver do esporte”.

Deseja apoiar ou patrocinar o atleta itapoaense de surfe Ryan? Entre em contato
com ele através do número
(47) 99753-9445 ou do
perfil “Ryan Cordeiro”,
no Facebook.

Categorias:Adote um Atleta