Artesanato

Transformando discos de vinil em relógios e quadros decorativos

Foi em um armário que Alessander Ramos, morador de Itapoá-SC, encontrou os primeiros discos de vinil abandonados. Com muita criatividade, ele passou a reutilizar e personalizar os objetos, transformando-os em belos relógios de parede e quadros decorativos.

Ana Beatriz Machado Pereira da Costa

21072017-artesanato1

De Itapoá, Alessander Ramos reutiliza os clássicos
discos de vinil para criar peças decorativas.

Desde pequeno, Alessander gosta de desenhar e, ao longo de sua vida, aprendeu a personalizar rodas de veículos, capacetes, capinhas de celular, entre outros objetos, com pintura hidrográfica. Sempre interessado por trabalhos manuais, certo dia, ele decidiu criar um relógio de parede utilizando um cano de PVC. “Com um soprador térmico, desentortei um cano de PVC de esgoto, deixando-o como uma folha de papel. Em seguida, cortei-o em formato redondo e fiz o meu primeiro relógio de parede. No entanto, eu procurava por outro material, que fosse mais flexível para o corte”, conta Alessander.
Foi aí que, há cerca de três meses, na festa de casamento de um primo, ele encontrou discos de vinil abandonados dentro de um armário, e resolveu dar cara nova aos objetos, criando relógios de parede decorativos e personalizados. A experiência deu certo, uma vez que o vinil é um tipo de plástico muito delicado e maleável, e o artista deu continuidade ao trabalho. “Particularmente, gosto muito dos discos de vinil (que eram a principal forma de se ouvir música no século XX), mas, infelizmente, a importância deste objeto vem sendo esquecida com o passar do tempo”, fala Alessander, “acredito que os relógios e quadros decorativos que crio, tendo como matéria-prima o vinil, sejam também uma forma de resgatar este objeto tão nostálgico para os mais velhos e tão novo para os mais jovens”.

21072017-artesanato3
Em prol de suas criações, Alessander compra discos de vinil de sebos e de pessoas que não fazem mais uso dos mesmos. No momento de dar vida à peça, ele utiliza fita branca, para envelopar o disco e desenhar em cima, e micro retífica, para dar forma, através do corte e acabamento. O trabalho, que começou a ser valorizado pela família e amigos mais próximos de Alessander, hoje, é feito por encomendas para outras cidades e, até mesmo, estados do Brasil. As inspirações para suas criações vêm de bandas, filmes e séries, como Beatles, Batman e The Walking Dead.

21072017-artesanato2
Para o artista, a atividade com os discos de vinil é como uma terapia. Além dos relógios e quadros decorativos feito com os discos de vinil, ele também cria quebra-cabeças em 3D e luminárias feitas com canos de PVC. Atualmente, ele trabalha em uma empresa de transporte e tem o artesanato como hobby e fonte de renda extra. “Eu amo fazer arte e, ao criar minhas peças, me sinto calmo e relaxado. Deposito todo o meu amor nelas”, diz Alessander, que ainda deseja aprender corte e costura, e aprimorar cada vez mais suas peças de vinil – sinônimo de estilo e história.

21072017-artesanato4

Para o artista, a atividade com os discos de vinil é como uma terapia.

Deseja entrar em contato com o artista Alessander Ramos, que cria relógios e quadros decorativos feitos com disco de vinil? Envie uma mensagem para ele: (47) 99668-2099.

 

Categorias:Artesanato