Economia

Conheça o Riviera Santa Maria: um novo destino para Itapoá

Atualmente, Itapoá vive uma fase de constante desenvolvimento, e o progresso não para por aí: em poucos anos, o Riviera Santa Maria irá gerar uma nova identidade para o município. Proporcionando a integração entre moradia, praia, esporte, natureza, cultura e qualidade urbana, este empreendimento moderno e sustentável marcará a Itapoá do futuro.
Para saber mais sobre o assunto, conversamos com o empresário Raul Ivan Delavy – morador de Itapoá há trinta anos e um dos idealizadores do Riviera Santa Maria. Em entrevista à revista Giropop, Raul esclarece as dúvidas sobre a origem, o objetivo e o andamento deste projeto, que deverá ser implantado em breve e terá um grande impacto no município.

24082017-01

Em entrevista, o empresário e um dos idealizadores do Riviera Santa Maria, Raul Ivan Delavy, esclarece questões acerca do empreendimento

30082017-WhatsApp Image 2016-10-26 at 22.49.42 (1)

Ana Beatriz Machado Pereira da Costa

Giropop: Quais são as empresas responsáveis pelo Riviera Santa Maria?
Raul Ivan Delavy: O projeto está sendo desenvolvido pelo Grupo Y, que compõe as empresas PHD, Clipper, A2V e Atlântico Sul, especializadas nas áreas financeira, imobiliária, jurídica, de arquitetura e desenvolvimento de projetos; além da IGG, empresa proprietária da área, pertencente à família Gunther, que é representa por Rubens Geraldo Gunther.

29082017-04

Equipe multidisciplinar do Riviera Santa Maria na casa e escritório do renomado urbanista
Jaime Lerner.

 Giropop: Como surgiu este projeto?
Raul Ivan Delavy: No fim da década de 60, o fundador da IGG, Geraldo Mariano Gunther, iniciou os estudos para a implantação do Loteamento Santa Maria, mas as dificuldades encontradas foram postergando o início da comercialização. Em 1992, já em uma nova realidade, a família Gunther iniciou a implantação de alguns condomínios na área e, em 1999, com a retificação e unificação da área, foi possível iniciar estudos de maior envergadura. Por orientação do fundador da IGG, a ocupação da área deveria atender os critérios urbanísticos modernos e ser ambientalmente responsável e sustentável. Em 2011, o Grupo Y apresentou uma proposta que atendeu tais critérios e, em 2012, a proposta foi analisada e aprovada pelos sócios da IGG. Já em 2013, aconteceu na antiga casa de shows Maresia Música Bar a apresentação para a comunidade do estudo conceitual do Riviera, pelo renomado urbanista Jaime Lerner, contratado para criar o masterplan (ferramenta que soluciona problemas e define o planejamento urbano de uma cidade ou, neste caso, de um loteamento) do projeto. Em 2014, aconteceu a Audiência Pública como parte do processo iniciado meses antes com o protoclo do EIA (Estudo de Impacto Ambiental) junto à FATMA, órgão ambiental estadual. Enfim, em outubro de 2016, foi concedida a LAP (Licença Ambiental Prévia) ao empreendimento.

Giropop: Desde sua origem, qual a prioridade estabelecida pela família Gunther?
Raul Ivan Delavy: A prioridade foi buscar um projeto transformador, que beneficiasse o município. Na elaboração do plano, foram contemplados diversos conceitos urbanísticos modernos, objetivando atender a demanda tanto de moradores quanto de veranistas.

Giropop: Muitas das ideias para o projeto Riviera Santa Maria surgiram de viagens realizadas mundo afora. Quais as principais inspirações para o plano do empreendimento?
Raul Ivan Delavy: Muito do que está no masterplan é resultado da experiência obtida pelos integrantes do projeto em viagens no Brasil e exterior. Recentemente, o grupo esteve no Chile, visitando algumas implantações da Crystal Lagoons (www.crystal-lagoons.com) – uma tecnologia que permite construir e manter lagoas cristalinas, tanto para banho quanto para prática de esportes aquáticos, a custos razoáveis. Seria mais um ponto de atração, com operação o ano todo, dentro do Riviera. É uma ideia que está sendo estudada. Estivemos também em Cartagena e na Ilha de San Andrés, na Colômbia, aonde observamos detalhes na implementação de espaços de lazer públicos, ruas e calçadas que poderão ser aplicados no Riviera. Na costa caribenha da Colômbia, em um raio de 200 km, há tres cidades litorâneas, todas com a mesma simbiose que a nova Itapoá: turismo de praia, pescadores artesanais e portos de gande porte. Visitamos Cartagena, Barranquila e Santa Marta, para entender a convivência entre elas e, também, conhecer as ferramentas utilizadas para macro e micro drenagem. É um processo constante de conhecer e adaptar boas práticas implementadas em outras cidades.

29082017-06

As lagoas artificiais também servem de inspiração para o projeto do Riviera. Da esquerda para a direita: lagoa artificial San Alfonso del Mar e lagoa artificial Las Brisas de Santo Domingo, ambas no Chile.

29082017-05

 Giropop: Como você enxerga a atual Itapoá e quais as inovações que o empreendimento pretende trazer ao município?
Raul Ivan Delavy: Itapoá passa por um momento de grande demanda por habitações, tanto em função da ampliação das operações do Porto quanto do aumento do número de veranistas. E a dimensão e localização da área do Riviera Santa Maria são fatores estratégicos, que o tornam um marco urbanístico importante para o município. As inovações são muitas, como os grandes espaços públicos para gastronomia, compras e lazer, as áreas verdes, lagoas, ciclovias e ruas apenas para pedestres. O destaque, porém, é para o conceito de vida em vizinhança, resultado da experiência de Jaime Lerner na administração de Curitiba e no planejamento de inúmeras cidades.

29082017-02

Muito do que está no plano do Riviera é resultado da experiência obtida pelos integrantes do projeto em viagens no Brasil e exterior, como o calçadão da Rambla à beira-mar, em Santa Marta, na Colômbia.

24082017-03

29082017-07

Rambla localizada em Barranquilla, na Colômbina.

Giropop: Fale um pouco mais sobre este conceito de vida em vizinhança.
Raul Ivan Delavy: A ideia é que se possa trabalhar e morar na mesma área. E que também o comércio, saúde, educação, lazer e serviços públicos fiquem o mais próximo possível, permitindo deslocamentos a pé ou de bicicleta e, consequentemente, diminuindo o tráfego de veículos. Acreditamos que, para uma vida pacífica em comunidade, é preciso aceitar e estimular a diversidade, absorvendo a mistura de atividades e rendas.

 Giropop: Quais são as principais atrações previstas para o Riviera Santa Maria?
Raul Ivan Delavy: Haverá uma Rambla, uma avenida para convivência, turismo, gastronomia e entretenimento, inspirada na que existe em Barcelona, na Espanha. O popular Caminho da Onça, outra avenida, deverá abrigar os estabelecimentos comerciais e de serviços de maior porte. Estão previstos, por exemplo, espaços para creches, postos de saúde, escolas e dois lagos, com muita área verde, para entremear as moradias, sejam casas ou apartamentos. Além disso, um dos pontos altos do plano do Riveira é a alocação da área de frente para o mar, o que Jaime Lerner chamou de Praia de Bambu.

 Giropop: O que será, exatamente, a Praia de Bambu?
Raul Ivan Delavy: Neste espaço, de uso público, ficarão lojas, restaurantes e áreas de descanso e lazer. Uma alameda para pedestres fará a conexão entre os estabelecimentos. As construções e o passeio terão cobertura de bambu, em formatos diversos, criando, assim, uma identidade própria.

cropped-site-bambu1

 Giropop: Muitas pessoas e empresas estão envolvidas nessa etapa de planejamento?
Raul Ivan Delavy: Sim, são cerca de vinte pessoas envolvidas nessa etapa, algumas de Curitiba, outras de Camboriú, Joinville e Itapoá. Tem o pessoal da Jaime Lerner Arquitetos Associados, que continua ajustando o masterplan para atender as demandas legais e as novas ideias que vão surgindo; tem a equipe da Acquaplan, que ainda trabalha no processo de licenciamento; os componentes da Vector, que estão cuidando do levantamento topográfico e dos projetos básicos da infraestrutura; e, ainda, os integrantes da IGG e do Grupo Y, que se reúnem regularmente para discutir novas ideias e encontrar soluções.

 Giropop: Atualmente, o Riviera Santa Maria se encontra em qual etapa?
Raul Ivan Delavy: Atualmente, estamos trabalhando nos projetos da infraestrutura – um dos requisitos para a obtenção da LAI (Licença Ambiental de Implantação). Somente após a concessão desta última licença é que poderemos, enfim, iniciar as obras.

Giropop: Durante a execução do projeto serão contratadas mais empresas e profissionais de Itapoá?
Raul Ivan Delavy: Sim. Quando iniciadas as obras será dada preferência para empresas e prestadores de serviço de Itapoá, sempre que atenderem as pré-qualificações técnicas e os altos padrões de qualidade que o projeto exige.

 Giropop: Há ano previsto para lançamento do empreendimento?
Raul Ivan Delavy: O processo de licenciamento para um empreendimento deste porte é muito burocrático e demorado. Para se ter uma ideia, a partir da Audiência Pública, o prazo legal para a FATMA conceder (ou negar) a LAP é de um ano. No nosso caso, foram dois anos e meio. Estamos fazendo o possível para obter a última licença ainda este ano. Acreditamos que no ano que vem já possamos iniciar as obras de infraestrutura e formalizar a apresentação da primeira fase do empreendimento. Ao todo, o projeto compreende seis fases e sua implantação completa deve levar quinze anos.

 Giropop: Em nome de todos os envolvidos no projeto, o que você diria aos munícipes que estão ansiosos para a chegada do Riviera Santa Maria?
Raul Ivan Delavy: Queremos assegurar aos moradores de Itapoá que estamos fazendo o possível para entregar um empreendimento do qual todos poderão se orgulhar. Estão sendo tomadas todas as medidas legais, ambientais e de concepção de projeto para que o Riviera se torne um marco urbanístico e traga mais desenvolvimento ao município. É um projeto inclusivo, com um novo conceito em desenvolvimento urbano, que vem para benefício de todos. Será um novo destino. Estamos quase lá! Basta um pouco mais de paciência.

No site oficial do empreendimento (www.rivierasantamaria.com.br) é possível ter acesso a diversas informações, inclusive, à apresentação do Estudo Conceitual na íntegra. O site também permite que o visitante cadastre o seu e-mail para receber o boletim eletrônico com notícias do andamento do projeto.

Já no Facebook, a página Riviera Santa Maria (www.facebook.com/rivierasantamaria) também alimenta os interessados com conteúdos acerca do projeto.

Categorias:Economia, Empreendedores

Marcado como:,