Estilo de Vida

“A casa do morro”: modernidade e estilo em meio à natureza

web- Marco e Ivo (11)

Em Itapoá-SC, o casal Marco Melo e Ivo Salvador mora em uma casa situada em cima do morro, o que atrai a curiosidade de muitos itapoaenses.

Todo mundo deseja ter a “casa dos sonhos”. E, ainda que este conceito varie de pessoa para pessoa, uma coisa é certa: toda casa diz muito sobre as pessoas que nela residem, seus gostos e estilos.

Ana Beatriz Machado Pereira da Costa

Na residência, todo amanhecer e entardecer são espetáculos à parte.

Tudo começou em Londrina-PR, nos tempos da faculdade, quando Marco, que cursava Marketing e Propaganda, e Ivo, que cursava Farmácia, se conheceram através de amigos em comum. Quando começaram a namorar, alugaram uma pequena casa de madeira. “Apesar de ser relativamente simples, adorávamos decorá-la e deixa-la aconchegante para receber nossos amigos”, recordam. Durante anos, o casal também gerenciou um bar, em São Simão-SP, cujo slogan era “o bar feito à mão”, uma vez que também gostavam de decorar, pintar e criar objetos para o ambiente. Já com planos de se mudar para uma cidade litorânea, decidiram passar as férias na casa de veraneio da família de Marco, em Itapoá – lugar que frequentavam há anos.

02

web- Marco e Ivo (23)

web- Marco e Ivo (20)

Piscina infinita: uma grande inovação para o projeto feito nos anos 2000.

A casa, em questão, foi construída em 2002 pelo pai de Marco (hoje, já falecido), em um terreno de 37 alqueires, sob um morro, em Itapoá, com o objetivo de que toda a família pudesse usufruir do espaço durante as férias. Para o projeto, ele contratou o renomado arquiteto londrinense Álvaro Côrtes, cujos trabalhos são caracterizados pelo conforto estético, que traduzem contemporaneidade (para conhecer melhor, visite o Instagram do arquiteto: @cortes.arquitetura). Na elaboração do projeto da casa, Marco pediu poucas paredes e contribuiu para a escolha dos móveis.

WhatsApp Image 2017-09-16 at 12.58.51

Para o projeto, ele contratou o renomado arquiteto londrinense Álvaro Côrtes

web- Marco e Ivo (33)

Na companhia dos seus cães Baco, Alecrim, Jobim e Toruk

Aliado aos desejos de Marco, seus pais e irmãos, Álvaro Côrtes projetou um sobrado com pé-direito alto, onde os quartos dos familiares ficassem no piso superior, e os quartos dos visitantes no piso inferior, entre outras especificações, como sauna, sala de jogos, mirante, piscina infinita, lareira, fogão à lenha, churrasqueira integrada à cozinha, piso de cimento que imita pedra (uma das inovações da época), entre outros – um projeto bastante moderno, especialmente porque foi elaborado por volta dos anos 2000 e executado em 2002.

01

No entanto, quando Marco e Ivo decidiram passar as férias na casa, em 2010, a mesma estava abandonada e o mato havia tomado conta de boa parte do terreno. “A situação era crítica e, então, começamos a cortar a grama, fazer um jardim, limpar e lavar a casa”, lembram. Eles ainda não sabiam, mas estavam começando a dar vida ao lugar que, mais tarde, chamariam de lar.

Transformando a casa em lar

         Desde sempre, o pai de Marco desejou que aquela propriedade fosse otimizada para gerar renda. Já familiarizados com o município de Itapoá, Marco e Ivo decidiram ali morar. Como se tratava de uma casa de veraneio, anteriormente, a família não costumava sentir as reais necessidades reais de um morador. “Aos poucos, fomos percebendo pequenas coisas e alterando tecidos, móveis e até salas de lugar. Também, a casa foi ficando mais limpa e bonita, pois estávamos nela dia após dia, cuidando como se fosse nossa”, diz Ivo. A organização e decoração também recebeu influência de conceitos energéticos, como o Feng Shui.        

web- Marco e Ivo (28)

Adepto à prática do “faça você mesmo”, cada cantinho passou a ter o toque do casal: a área verde ficou ainda mais preservada e ganhou jardim, horta, gazebo para as plantas, orquidário e pomares. No quintal, Marco e Ivo plantaram carambolas, pêssegos, jabuticabas, acerolas, kiwis, lichias, abacaxis, ameixas, diversos tipos de limão e de laranja, entre outras frutas. Já para as plantas, deram preferência às de corte ornamental, para colher e decorar a residência. Toda a água utilizada na casa é reaproveitada de um poço, que fica localizado dentro do terreno. Simpatizantes do conceito de autossuficiência, o casal também passou a cultivar abelhas e colher seu próprio mel.

web- Marco e Ivo (46)

web- Marco e Ivo (45)

Marco, que é designer de joias possui um ateliê em casa, onde encontra a própria inspiração.

Contudo, apesar do espaço amplo, arquitetura e decoração moderna, e jardim exuberante, o que mais cativa o casal e, também, os visitantes da casa, é o fato de estar localizada em cima de um morro, em um terreno rico em área verde. “Aproveitamos a energia revigorante do lugar para criar um oratório de meditação e oração”, conta Marco, que é designer de joias e possui um ateliê em casa, onde encontra a própria inspiração. Do mirante, tem-se uma vista privilegiada do município de Itapoá, praias e montanhas. Segundo os dois, cada amanhecer e entardecer na casa são espetáculos à parte – tudo, ao som dos pássaros e das árvores.

web- Marco e Ivo (41)

web- Marco e Ivo (35)

Cozinhar: uma das atividades favoritas do casal. 

     Além de meditar, contemplar a paisagem, cultivar plantas e o mel das abelhas, na residência, Marco e Ivo gostam de cozinhar, curtir seus cães Toruk, Jobim, Baco e Alecrim, fazer festas e jantas para receber os amigos, e aprender coisas novas, seja uma nova meditação, um novo método para cultivar as plantas ou uma nova receita de cozinha.

web- Marco e Ivo (22)

Vale ressaltar que o casal de caseiros Flávio e Ana também é fundamental para a organização e limpeza da casa. “Eles são nosso braço direito e nós os consideramos como membros da família, prezando muito por sua qualidade de vida”, contam Marco e Ivo, que também já realizaram benfeitorias na casa dos caseiros. Eles acreditam que a gratidão e o amor são capazes de transformar tudo, e foi assim que transformam a casa em lar.

A verdadeira “casa dos sonhos”

         Apesar de residir em uma casa que é o sonho de muitas pessoas, o casal ainda planeja construir a sua própria casa, dentro do mesmo terreno. “Somos muito felizes em morar aqui, mas entendemos que essa é a casa de toda a família, que costuma vir para cá toda temporada. Não que isso seja ruim, mas tudo que aqui está foi sonhado por meu pai, e desejamos ter uma casa onde os nossos sonhos estejam projetados em cada detalhe”, explica Marco.

         Eles pretendem construir uma casa parecida com a residência onde moram, só que um pouco menor, também com o arquiteto Álvaro Côrtes. Detalham: “Sonhamos com um loft e um pé-direito alto; muitas plantas no interior da casa e uma área externa com muito jardim; alguns chalés na área externa, para que as visitas fiquem hospedadas com privacidade; uma cozinha que comece dentro da casa e termine na área externa, próxima à piscina, para que as visitas também possam compartilhar dela; um espaço semelhante a um pet shop, para que possamos higienizar os cães; também queremos que a casa seja autossuficiente em termos de energia e água, ente outros. Mas, nosso principal desejo é que seja um lugar acolhedor, onde possamos receber nossos amigos com frequência e todos se sintam bem. Porém, este é um projeto para ser executado ao longo prazo”.

         Enquanto ele não se concretiza, Marco e Ivo, casados há mais de dez anos, discutem ideias, executam outros planos, como, por exemplo, cultivar cogumelos comestíveis – algo que vêm buscando viabilizar –, e vivem bons momentos na popular “casa do morro”, que desperta a curiosidade de tantos itapoaenses, sempre aprendendo e desfrutando de bons momentos na companhia dos amigos, dos cães e da natureza.

web- Marco e Ivo (6)

Categorias:Estilo de Vida