Esporte

Málaga / Lucas Guimarães: uma nova proposta para o futebol municipal

Há muito que os campos de futebol são palco de brigas, intrigas e inimizades. Pensando nisso, o Málaga Futebol Clube / Projeto Lucas Guimarães vem trabalhando em uma nova proposta: formar novos jogadores e resgatar a verdadeira essência do futebol em Itapoá. Em entrevista, os amigos Joarí Soares e Michel Nunes falam sobre os novos rumos do projeto e afirmam que, no esporte, o que vale é se divertir, formar caráter e cultivar amizades.

Ana Beatriz Machado Pereira da Costa

1b

Meninos do time Málaga / Lucas Guimarães. Em pé: Haimon (técnico), Luiz, Jackson, Jean, Wilian, Pedro, Raul, Bruno, João Ernesto, Gabriel Augusto, Matheus e Fabrício. Agachados: Kaio, Emanoel, Veiga, Conrado, Mateus Nogarotto, Eduardo, Joarí (presidente) e Michel (atleta e vice-presidente)

Em Itapoá, Joarí treinava o Málaga Futebol Clube, um time de futsal de alto rendimento, que participava de competições regionais. Já Michel, idealizou o projeto social Lucas Guimarães (que recebeu este nome em homenagem ao seu falecido amigo, companheiro de time e ex-aluno), cujo objetivo era compartilhar os aprendizados de sua carreira futebolística com crianças carentes do município. Por amor ao esporte e ao voluntariado, a dupla uniu forças e integrou ambas as propostas. Assim sendo, o Málaga Futebol Clube / Projeto Lucas Guimarães ganhou comissão técnica, composta por Haimon Henrique (técnico) e Jackson Batista (auxiliar técnico), e diretoria, composta por Joarí (presidente), Michel (vice-presidente) e Laís Bernardi (tesoureira).

x1

O patrocinador Jerry Luis Sperandio (Sperandio Imóveis e Arquitetura), Joarí Soares (presidente do time), Haimon Henrique (técnico), Michel Nunes (atleta e vice-presidente) e, por fim, o patrocinador Jean Pablo Correa Rosa (Jean Ril Veículos de Itapoá).

Democrática, a união dos dois projetos abrange um grupo de mais de trinta alunos, na faixa etária de 14 a 17 anos idade, de todas as classes sociais, moradores de diversas regiões de Itapoá e com diferentes níveis no futebol. Em comum, estes jovens dividem a paixão pelo esporte e a amizade, uma vez que muitos deles cresceram juntos.

Contudo, a convivência entre os alunos passou a se tornar um desafio para Joarí e Michel. “Infelizmente, eles começaram a adquirir um vício muito recorrente no futebol, desrespeitando uns aos outros dentro de campo. Sabemos que isto é cultural no esporte, mas estávamos ficando desmotivados com o projeto e, então, buscamos formas de melhorar isso”, contam.

x2

O casal José e Dirce, pais do falecido Lucas Guimarães, que tem seu rosto estampado na bandeira. O jovem era apaixonado por futebol e foi homenageado por Michel com a criação do projeto social.

 

“O sopro”

         Certo dia, despretensiosamente, Michel enviou uma mensagem para uma das redes sociais de Bruno Xavier, renomado atleta brasileiro de futebol de areia, cujos títulos mais recentes são: Campeão da Taça Europeia de Clubes de Futebol de Praia e Campeão do Mundialito de Futebol de Praia (2017). “Na mensagem, falei sobre o projeto, contei que estávamos desmotivados e pedi a ele que fizesse um vídeo incentivando os nossos alunos. Mas, por conta de seu sucesso, títulos, rotina de competições e viagens, imaginei que ele nem chegasse a ler”, recorda Michel.  Para sua surpresa, Bruno Xavier não somente visualizou, como enviou um vídeo transmitindo uma mensagem para os alunos do Málaga / Lucas Guimarães, deu uma ‘aula’ de motivação para Michel e tornou-se seu amigo.

         Para o fã, a humildade do ídolo foi o que mais lhe chamou a atenção. “Ele chegou onde muitos almejam e, ainda assim, é humilde, educado e temente a Deus. Passamos a conversar com frequência e, a cada conselho, foi como um sopro divino, pois pude me sentir mais motivado para dar continuidade ao projeto e aos sonhos dos meninos”, fala Michel.

1c

1d

Michel Nunes com seus alunos do Projeto Lucas Guimarães.

 

Resultados positivos

         Em menos de um ano, toda a equipe mudou a maneira de conduzir o projeto e, consequentemente, os resultados foram positivos. “Nós, que já fomos professores e estudamos para isso, compreendemos que ser professor é muito mais que transmitir conteúdos, mas, também, servir de espelho para o aluno em todos os âmbitos”, fala Joarí. E foi servindo de espelho, que ele e Michel trouxeram uma nova proposta para o futebol de Itapoá.

         “Notamos que, muitas vezes, quem assistia a uma partida acabava observando mais discussões dentro de campo do que o próprio futebol, e desejamos mudar isso, educando os meninos para o esporte e para a vida”, conta Michel. Visto que os jovens ainda não têm o vício de ofender, criticar, discutir ou agir com maldade, os professores do Málaga / Lucas Guimarães ensinaram aos seus alunos que, independente de vitória ou derrota, o futebol deve ser algo sadio e divertido. Para eles, o que verdadeiramente importa são os valores e as amizades cultivadas a cada partida, pois, como costumam dizer “troféus e medalhas se empoeiram, mas o caráter não”.

         Desde então, as mudanças vêm impactando a vida de cada um dos alunos, como William Wallace Scott, de 16 anos, cujo pai também é grande incentivador do futebol no município. “Além dos valores que aprendi com meu pai e minha família, a experiência neste projeto também foi essencial para que eu me tornasse uma pessoa melhor e mais humildade”, fala William. Os treinos também trouxeram inúmeros benefícios físicos e mentais para Jackson Pedroso Sprycigo, de 15 anos, e ajudaram Raul Olímpio Martini, de 16 anos, a fazer novas amizades e aperfeiçoar suas técnicas.

         Com a equipe motivada e unida, o time do Málaga / Lucas Guimarães passou a participar de jogos amistosos no campeonato municipal e vem sendo convidado para jogar com diversos times. Em seis partidas, os meninos de apenas 14 a 17 anos mostraram a que vieram e colheram bons resultados diante de adultos que disputam os jogos há anos – outro fato que comprova que este é um projeto que deu certo.

2

1e

Na primeira foto, o time do Málaga no futsal. Ao lado, o time do Málaga junto com
o time do Lucas Guimarães em uma semifinal de um torneio de futsal em Itapoá.

O verdadeiro futebol

         Abdicando o tempo livre para, voluntariamente, apoiar o sonho destes jovens, Michel e Joarí afirmam que todo o trabalho vale a pena, visto os resultados dentro de campo e os relatos dos pais a respeito da conduta dos alunos em casa e na escola.  “Quando iniciei no futebol, gostaria de ter tido alguém para me instruir e me orientar para o caminho mais correto e, hoje, é o que procuro fazer com estes meninos”, diz Michel, que acredita no poder da educação, inclusive, dentro do esporte.

         Em nome de todo o Málaga Futebol Clube / Projeto Lucas Guimarães, Michel e Joarí agradecem aos apoiadores Sperandio Imóveis & Arquitetura, Jean Ril Veículos, Farmácia Confiança, Conveniência Parati, Tuti Seguros, Tom Brasil e Pizzaria Estrela do Mar, e afirmam: “mesmo que estes jovens não sigam carreira no futebol, terão suas vidas impactadas para sempre”.

Mais que um time ou projeto, a comissão técnica, a diretoria e os alunos se descrevem como uma família e, seja dentro ou fora de campo, estão sempre juntos. Por fim, convidam toda a população itapoaense a apoiar, respeitar, abraçar a causa e conhecer a essência do verdadeiro futebol, pautado na ética, disciplina, organização e responsabilidade.

21462652_692310934300643_3050637344762657873_n

O Projeto Lucas Guimarães/Málaga, no futebol de campo:
união, amizade e missão no esporte.

 

Categorias:Esporte