Arquivo da tag: itapoasc

1º Blessing de Itapoá encerra a temporada de verão

Os moradores e visitantes do município de Itapoá, no Litoral Norte do Estado, terão a oportunidade de curtir a primeira edição do Blessing Itapoá, no próximo sábado (dia 29), no encerramento da temporada de Verão 2019/2020, que reunirá, no mesmo palco, os cantores Fernandinho e Isadora Pompeo e a banda Rosa de Saron a partir das 19h, na Avenida Beira Mar 3. Todos os shows são gratuitos.

O Blessing Itapoá é uma forma de agradecimento da Prefeitura Municipal pelas conquistas alcançadas durante a temporada, que foi considerada extremamente exitosa e contou com a realização de eventos marcantes como a terceira edição do Programa Um Toque de Natal, o projeto Itapoá Mais Verão, a Festa de Réveillon e o Carnaval Cultural de Itapoá.
AS ATRAÇÕES MUSICAIS

Fernandinho

fernando

Com mais de 20 anos de carreira, o sergipano Fernando Jerônimo dos Santos Júnior, mais conhecido como Fernandinho, é uma das atrações do Blessing. Ele tem vários álbuns gravados e músicas de sucessos, como Uma Nova História, canção lançada há mais de uma década e ainda hoje figura entre as mais tocadas do artista.

Isadora Pompeo

isadora-pompeo

Outra atração confirmada no evento é a cantora gaúcha Isadora Pompeo, fenômeno da internet com mais de 2,86 milhões de inscritos no Youtube. Alguns dos clipes lançados pela artista repercutem em grande escala e totalizam mais de 10 milhões de visualizações, como é o caso da canção Como Nunca Antes, lançada em 2018. Isadora também está presente nas redes sociais e ganhou milhares de seguidores desde que decidiu se dedicar às músicas cristãs.

Rosa de Saron

bandarosadesaron-1

Para completar o show de encerramento da temporada de verão, a banda paulista Rosa de Saron, precursora do white metal católico no Brasil na década de 1980, se juntará aos cantores Fernandinho e Isadora Pompeo no palco da Avenida Beira Mar III. A banda surgiu em 1988, no movimento de renovação carismática católica, em Campinas (SP), e atualmente é formada por Bruno Faglioni (vocal), Eduardo Faro (guitarra), Rogério Feltrin (baixo) e Wellington Greve (bateria).

O paraíso visto de cima

 

WhatsApp Image 2020-01-30 at 12.47.12

Cleberson de Almeida Frigo, mais conhecido por Cleber Frigo (35), não é nascido tampouco criado em Itapoá. Mais que frequentar e desfrutar das belezas naturais do litoral, este turista perpetua e eterniza tais belezas.
Fotógrafo e cinegrafista na empresa DroneLook, a condição de cadeirante não impede Cleber Frigo de trabalhar duro e produzir belíssimas imagens aéreas da praia de Itapoá – cidade que tanto ama. “Produzir essas imagens é uma forma de agradecer e deixar um legado. É como se me tornasse parte da história deste lugar tão belo”, diz.

Ana Beatriz Machado Pereira da Costa

DCIM100MEDIADJI_0176.JPG

Natural de Arapongas, norte do Paraná, atualmente Cleber vive em Coronel Vivida, sudoeste do estado. Recordando o início da sua carreira, conta que sempre fora aficionado por paisagens e pores do Sol: “Ambos são únicos, estão em constante mudança em frações de segundos”. Fascinado pela natureza, passou a registrar paisagens com fotografias e vídeos, usando um drone simples, de brinquedo. “Comecei por hobby, não aspirava por destaque ou me colocar no mercado de fotografia e imagens aéreas. De forma natural, surgiram trabalhos em diversas áreas, desde eventos esportivos até marketing e propaganda, cobertura de desfiles e eventos militares em parceria com o Exército Brasileiro, o qual sempre me deu oportunidades incríveis de acompanhar e registrar belas imagens”, comenta.
Depois de um acidente dentro do meio militar, o qual sempre teve e tem paixão, Cleber sofreu uma lesão medular na coluna e ficou paraplégico. “Pude encontrar na fotografia e nos drones uma forma de sair e ultrapassar limites. É claro que desde então foi uma adaptação, mas hoje em dia com os drones podemos ir onde queremos e isso nos dá uma nova percepção de ver um lugar ou cenário”, diz. Em 2015, cursou Fotografia no SENAC e, de lá para cá, aperfeiçoou e profissionalizou seu trabalho.

DCIM100MEDIADJI_0183.JPG

Registrando Itapoá
Ao final de 2001, Cleber conheceu o município de Itapoá e se apaixonou pelo local. “Naquele tempo, não tinha a noção de que a cidade se desenvolveria tão rápido, mas as belezas naturais sempre estiveram aqui e ainda são preservadas”, conta.
Uma vez que já trabalha com imagens aéreas no interior do Paraná, na sua empresa, a DroneLook, Cleber pôde ver, registrar e mostrar ainda mais a beleza de Itapoá. Ele recorda: “Pensei que seria legal ter imagens diferentes, com areia e mar, por outros ângulos. Passeando por toda a praia, a região das Três Pedras foi o que mais me chamou a atenção. No horizonte, seja em direção ao mar ou a terra, sempre há algo peculiar, como o verde das algas ou da mata, a areia ou o sol refletivo, e o azul do mar ou do céu”.
A princípio, as imagens de Itapoá eram produzidas para portfólio e por prazer, mas à medida que foram divulgadas na internet, ganharam visualizações e elogios dos espectadores. “Itapoá, por si só, já é linda, mas vista de outro ângulo é ainda mais. Tive vários acessos de moradores, empresários e turistas que gostaram tanto da cidade quanto das imagens que fiz”, conta Cleber, que chegou a produzir imagens aéreas específicas para empresas locais.

DCIM100MEDIADJI_0141.JPG

Com base em sua experiência de vida e bagagem profissional, ele tem, por natureza, a curiosidade em tentar ver tudo de um novo ângulo, ou seja, apresentar um olhar diferente às pessoas. Para ele, apresentar esse olhar ao público itapoaense é uma honra: “Gosto muito de Itapoá e venho para cá quase todo verão ou sempre que surge uma oportunidade de trabalho. Enquanto cadeirante, vejo muitos aspectos positivos na cidade, como a acessibilidade das praias e das ruas principais, além da receptividade dos moradores, o bom atendimento nos comércios, a limpeza das praias e das ruas, a balneabilidade do mar, entre outros. Produzindo essas imagens, sinto como se estivesse contribuindo para o lugar. É como se eu me tornasse parte da história de Itapoá”.

DCIM100MEDIADJI_0109.JPG

Perpetuando memórias
Como a tecnologia dos drones é ainda recente, Cleber aprende diariamente, seja praticando, na internet, com o trabalho de colegas de outros países da Europa e América do Norte, ou através das comunidades de operadores de drones. Para ele, registrar uma imagem aérea é perpetuar um lugar ou eternizar uma memória. “Representa um legado, uma história a ser contada para as próximas gerações. A produção de imagens segue aquele velho ditado que diz que ‘uma imagem vale mais do que mil palavras’, e pode alcançar a todos, seja no campo online ou off-line”, acrescenta.
Atualmente, Cleber Frigo, da DroneLook, produz imagens empresariais voltadas a propagandas online e institucionais – mas sempre sobra aquele tempinho para uma foto mais artística de alguma paisagem.
Para ele, tudo na vida é questão de adaptação e prática. “As pessoas costumam se surpreender por eu ser cadeirante e ativo, e ainda mais por trabalhar na produção de fotos e vídeos. A mensagem que quero deixar é que não é porque estou na condição de cadeirante que devo desistir, muito pelo contrário. Todos nós temos coragem e força de vontade, é só buscarmos dentro de nós”, diz Cleber, uma inspiração para a fotografia e para a vida.
Apesar de não nascer ou morar em Itapoá, é exemplo positivo de um turista que frequenta as praias itapoaenses com respeito e admiração, eternizando suas belezas naturais e contemplando os apaixonados por Itapoá com imagens de tirar o fôlego.
Nas palavras do profissional: “Agradeço à equipe da Revista Giropop por acompanhar meu trabalho e abrir este espaço. Fico lisonjeado e imensamente feliz em poder fazer parte deste trabalho, que é um legado para Itapoá. É uma satisfação poder registrar e compartilhar com vocês as belezas deste município, vistas por outro ângulo. Vocês, itapoaenses, com toda a certeza, vivem em um pedacinho do paraíso. Às vezes só precisamos parar e observar”.

Itapoá Saneamento compartilha dicas de economia de água

Com a chegada da temporada de verão e as altas temperaturas, o consumo de água aumenta significativamente. Contudo, é preciso ficar atento para que o uso dos recursos hídricos não se transforme em desperdício.

De acordo com dados do Atlas de Saneamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o consumo per capita de água no Brasil é de 320 litros por dia. No verão, chega a saltar para 450 litros – volume três vezes superior aos 150 litros indicados pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Consumo consciente
Apesar das melhorias operacionais realizadas pela Itapoá Saneamento, com investimentos de mais de R$ 15 milhões que representam um incremento de 35% no volume de água tratada distribuída na cidade, a orientação da concessionária é que os clientes não abusem do recurso.

A água das piscinas, por exemplo, não precisa ser renovada diariamente. De acordo com a gerente operacional da concessionária, Julie Campbell, para limpeza e eliminação dos odores da água das piscinas infláveis, o ideal é usar cloro, que pode ser encontrado em casas especializadas. Outra alternativa, mais simples e prática, é adicionar uma colher de água sanitária a cada mil litros. O procedimento não purifica a água, mas evita a proliferação de bactérias.

Banhos de mangueira ou demorados também são vilões do meio ambiente. Um banho de 15 minutos, por exemplo, consome cerca de 80 litros de água. A recomendação é que o tempo seja reduzido para cinco minutos, o que representa uma economia de 60 litros.

Confira outras dicas úteis para contribuir com a preservação desse importante recurso da natureza:

Não jogue papel higiênico, absorventes, cigarros ou outro tipo de lixo no vaso. O acionamento da descarga consome em média de 6 a 10 litros de água;
Junte bastante roupa suja antes de ligar a máquina ou usar o tanque. Não lave uma peça por vez. Caso use lavadora de roupa, procure utilizá-la cheia e ligá-la no máximo duas vezes por semana;
Se as roupas são lavadas no tanque, deixe de molho e use a mesma água para esfregar e ensaboar. Use água nova apenas no enxague. E você ainda pode aproveitar essa última água para lavar o quintal, a garagem, a calçada ou a própria área de serviço;
No tanque, com a torneira aberta por 15 minutos, o gasto pode chegar a 280 litros. Já a lavadora de roupa com capacidade para cinco quilos consome 135 litros;
Antes de lavar a louça, tire o excesso de sujeira de pratos e panelas com uma toalha de papel ou deixe as panelas mais sujas de molho por um tempo com água e sabão;
Feche a torneira enquanto ensaboa a louça e enxague tudo de uma vez, assim, você economiza até 20 litros de água;
Deixe frutas e verduras em água com um pouco de vinagre por alguns minutos antes de lavar – a economia chega a 10 litros;
Utilize sabão ou detergente biodegradável, que, por se decompor mais facilmente, não polui os rios;
Feche bem a torneira. Torneiras que pingam podem desperdiçar entre 30 e 200 litros de água por dia.

Sobre a Itapoá Saneamento – Por meio de concessão plena com validade de 30 anos, a Itapoá Saneamento assumiu os serviços de tratamento e distribuição de água e esgotamento sanitário no município de Itapoá em outubro de 2012. A concessionária atende a 18 mil pessoas e atua para universalizar o acesso da população aos serviços de saneamento. É controlada pela EBS e, desde 2017, pela Iguá Saneamento, companhia que está presente em 37 municípios brasileiros e que alcança 7,1 milhões de pessoas com o compromisso de ser a melhor empresa de saneamento para o Brasil.